Em uma economia globalizada, praticamente todas as empresas são confrontadas com ambientes cada vez mais multiétnicos e, portanto, multilíngues. Mesmo que você opere apenas em um país, são grandes as chances de sua força de trabalho estar se tornando mais diversificada a cada ano. A maioria das empresas, no entanto, tem clientes em todo o mundo ou espera entrar em novos mercados também. As cadeias de suprimentos geralmente se estendem por todos os continentes.

Confiar em cursos de idiomas internos ou no pagamento de bolsas de estudos aos funcionários nem sempre produz os resultados que você poderia esperar. A maioria dos cursos de idiomas não é voltada para o seu contexto de trabalho específico e, especialmente agora, para a comunicação verbal com parceiros e clientes de todo o mundo que podem falar com os mais diversos sotaques e dialetos. E, o problema não é apenas o idioma, mas como sua equipe pode lidar com as diferenças interculturais. Isso se torna mais pronunciado quando nos comunicamos predominantemente por aplicativos de e-mail ou telefone, porque não podemos usar outras dicas na interpretação das mensagens de nossos parceiros.

Sou palestrante e consultor em psicologia do trabalho e organizacional e poliglota, que produz um podcast semanal sobre a psicologia da aprendizagem de línguas estrangeiras - em 21 idiomas. Sou autor de nove livros sobre psicologia e aprendizado de idiomas. Trabalho internacionalmente há mais de 20 anos com organizações do setor privado e não governamental e vou ajudá-lo a navegar por águas culturais e linguísticas problemáticas.

PRONTO PARA FALAR? Envie-me um e-mail para [email protected] ou ligue para 0037368026059.


 .